O que fazer na Recoleta

Sofisticada, chique, refinada, charmosa: a Recoleta pode ser chamada de muitas maneiras diferentes. Está sempre movimentada pela presença de turistas, moradores ou simples curiosos. Seu ar europeu, suas lojas de grife e seus prédios clássicos são só alguns dos seus destaques. Depois do micro centro, concorre metro a metro com San Telmo e Puerto Madero no quesito bairro mais turístico. Será que ganha deles ou não? Fique conosco e descubra o que fazer na Recoleta, o ponto mais top de Buenos Aires.

Onde beber

O polo gastronômico faz sentir a sua presença e como prova disso vamos achar várias dezenas de bares e restaurantes. Começando pelo mítico La Biela (Avenida Quintana 596), o local indicado para tomar um cafezinho e se sentir um portenho.

O que fazer na Recoleta, La Biela

Booking.com

Mas na hora de procurar um lugar para beber uma boa cerveja ou curtir uns drinques, a lista é grande. Veja a seguir as nossas sugestões…

  • Hard Rock Café: no finalzinho do Passeio del Pilar. Hambúrgueres, coquetéis variados e muito Rock and Roll. Aberto todos os dias a partir do meio-dia (Pueyrredón e Avenida Libertador).
  • Gran Bar Danzón: mix de bar e restaurante, com um cardápio diferenciado e uma interessante variedade de vinhos (Libertad 1161).
  • Down Town Matías: pub irlandês, mas também é restaurante. Acima de 100 tipos de uísques diferentes e chope. No Buenos Aires Design.
  • The Temple Bar: outro pub irlandês. Com ambientação rústica e aconchegante, e bom atendimento (Las Heras 1822).
  • Jack The Ripper: para mudar um pouco, o Jack é um pub inglês, apresentando uma decoração bem londrina. Ideal para os amantes do Rock britânico. Considerado um dos melhores pubs de Buenos Aires (Libertad 1275).
  • Portezuelo: muito frequentado por turistas, possui um extenso balcão e um completíssimo estoque de bebidas. A especialidade da casa? Os mojitos. E tem mesas na calçada, muito importante nessa época do ano (Vicente López 2160).

Onde comer

Vamos começar com as opções mais simples e de preços convidativos. Para comer pizza podemos mencionar El Cuartito (Talcahuano 937): um clássico entre os clássicos. Outras alternativas acessíveis são El Sanjuanino (comida regional) na rua Posadas 1515 ou El Club de la Milanesa (Azcuénaga 1898).

Num patamar um pouco mais sofisticado temos o Rigoletto (cozinha internacional, Rodríguez Peña 1291) ou Piola (comida italiana, Libertad 1078). Para matar as saudades e comer carne você pode visitar La Cholita (Rodríguez Peña 1165). Por último, se a ideia é curtir um cardápio diferente: Be Frika, cozinha norte americana (Junín 1350).

Hotéis

Os mais famosos são sem dúvida o Alvear Palace e o Park Hyatt. Porém, suas luxuosas suítes podem estar levemente afastadas do orçamento da maioria dos turistas que visitam a Recoleta. Então, que outros hotéis é possível achar?

Têm vários e muito bons, satisfazendo os diversos tipos de hóspedes que costumam ou desejam frequentar o ilustre bairro. Aqui mostramos apenas alguns como para você ter uma ideia do que encontrar…

Ainda está com dúvidas? Então descubra 5 hotéis em Recoleta… e saiba muito mais!

10 lugares para visitar na Recoleta

1 – Igreja del Pilar: construída em 1715 e finalmente inaugurada em 1732. Uma das igrejas mais antigas de Buenos Aires e símbolo indiscutido da Recoleta.

O que fazer na Recoleta, Igreja del Pilar (Foto: Andrés Moreira)

2 – Passeio del Pilar: o antigo convento dos Recoletos virou um bonito e extenso corredor com lojas, restaurantes e barzinhos.

3 – Buenos Aires Design: um pequeno e bonito shopping temático dedicado à decoração. Possui três andares e funciona logo embaixo do Passeio del Pilar.

O que fazer na Recoleta, Buenos Aires Design

4 – Centro Cultural Recoleta: centro de exposições ao lado da Igreja del Pilar. Um dos referentes da cultura de Buenos Aires (Junín 1930).

O que fazer na Recoleta, Centro Cultural

5 – Museu Nacional de Belas Artes: Conta com o maior patrimônio artístico do país, com mais de 12 mil peças. A entrada é gratuita e só fica fechado nas segundas-feiras (Avenida Libertador 1473).

6 – Galeria Promenade: é a galeria do já mencionado Hotel Alvear. Muito glamorosa, com grossos carpetes e corrimãos de bronze (Avenida Alvear 1883).

7 – Cemitério de la Recoleta: pode parecer um programa meio esquisito, mas é de longe o ponto turístico mais badalado da Recoleta. Além de Evita Perón, você poderá achar o túmulo de outras celebridades argentinas (Junín 1790).

O que fazer na Recoleta, Cemitério

8 – Pátio Bullrich Shopping: o centro comercial portenho mais chique. Tem entrada pela Avenida Libertador e também pela rua Posadas. (Posadas 1245).

9 – Palais de Glace: foi a primeira pista de patinação sobre gelo de Buenos Aires. Depois foi um refinado salão de tango. Na atualidade é um centro de exposições de arte (Posadas 1725).

10 – Floralis Genérica: a emblemática flor da Praça das Nações Unidas, ao lado da Faculdade de Direito. Virou um dos cartões postais da cidade e não há turista que não tenha uma foto dela. Depois do Cemitério é com certeza a atração mais fotografada pelos visitantes.

O que fazer na Recoleta, Floralis Genérica

Sorveterias

Se você está querendo saber o que fazer na Recoleta, não pode nem deve esquecer-se das sorveterias. Estamos num verão mais do que sufocante, com uma sensação térmica beirando (e às vezes ultrapassando) os 40º. Com esse calor todo nem vamos pensar em abrir mão de um bom sorvete, não é verdade? Mas então, que sorveterias poderíamos achar na Recoleta?

A mais célebre é, como sempre, Freddo. Possui lojas nas ruas Guido 2000, Callao 1201, Santa Fé 1608, e ainda dentro do Shopping Pátio Bullrich.

Mas isso não é tudo, não… tem outras sorveterias e de ótima qualidade. O monopólio de Freddo é seriamente desafiado por Buffala (Pueyrredón 2100), Munchis (Pueyrredón 2501) e Volta (Santa Fé 1826). E ainda está o Moratto (Riobamba 962), já do outro lado da Avenida Santa Fé. Pronto, agora ninguém vai ficar sem um bom sorvete nesse verão na Recoleta!

Consulte os preços dos melhores shows de tango de Buenos Aires e faça agora mesmo as suas reservas!!!

Transporte

A distância entre a Recoleta e o Obelisco é de quase 4 km. O trajeto pode ser feito a pé, mas saiba que tem muitas opções de transporte para chegar até lá. Ou vice-versa, é claro. O método mais econômico, rápido e prático é utilizar o ônibus. Basta ter o cartão SUBE e crédito suficientes para poder viajar.

A variedade de linhas de ônibus que passam ao redor da Recoleta é ampla, principalmente pela Avenida Las Heras. Para ir e voltar do Obelisco, por exemplo, você pode escolher entre as linhas 61, 93 ou 130. As estações de metrô mais próximas da Recoleta são Las Heras (linha H) e San Martín (linha C). Mais afastada aparece Callao, da linha D.

Quem quiser andar de trem pode contar com a estação Retiro, que também está perto da Recoleta: apenas 1,5 km.

Consulte por passeios, traslados, shows de tango e outras atividades turísticas em Buenos Aires com os melhores preços do mercado!

Dos táxis não precisamos falar já que tem por tudo quanto é lugar. Porém, como recomendamos habitualmente, dê preferência àqueles que levam a placa de Rádio Táxi. São mais seguros e confiáveis.

E já que estamos falando de um dos pontos turísticos mais relevantes, não podemos esquecer-nos do Buenos Aires Bus. O busão tem duas paradas na Recoleta: frente ao Museu de Belas Artes e na esquina de Quintana e Ayacucho.

Como você já percebeu, não falta opções e atrativos no bairro portenho mais elegante. Agora que já sabe o que fazer na Recoleta é só preparar as malas e ir contando os dias…!!!