Conhecendo os trens de Buenos Aires

O trem é outro dos meios de transporte de Buenos Aires mais utilizados, comunicando diversos pontos entre a cidade e a província. Calcula-se que diariamente mais de um milhão de pessoas utilizam os diferentes serviços.

Antigamente a rede ferroviária pertencia ao Estado, até que nos anos 90 foi dividida e entregue a vários concessionários privados, com resultados desiguais.

Os pontos de partida principais são as estações Retiro e Constitución.  Outras estações importantes são Once, Federico Lacroze e Buenos Aires, todas elas dentro da Capital Federal.

Booking.com

Estação de Retiro, trens de Buenos Aires

O sistema de trens de Buenos Aires está formado pelas seguintes linhas, com seus ramais e estações de partida.

  • Linha Belgrano Norte (estação Retiro, no centro da cidade de Buenos Aires).
  • Linha Belgrano Sur (estação Buenos Aires, no bairro de Parque Patricios).
  • Linha General Mitre (Retiro. Ramais Tigre e Bartolomé Mitre)
  • Linha General Roca (Constitución, no final da Avenida 9 de Julio na direção sul).
  • Linha General San Martín (Retiro)
  • Linha General Sarmiento (estação Once)
  • Linha General Urquiza (estação Federico Lacroze, no bairro de Chacarita).
  • Linha Tren de la Costa (Olivos)

Tren de la Costa, trens de Buenos Aires

Por exemplo, para dar um passeio pelo Tigre pode ser utilizada a linha Bartolomé Mitre (ramal Tigre), que sai de Retiro. Ou bem escolher o ramal Mitre, da mesma linha, até a estação Bartolomé Mitre (no bairro de Olivos) e depois fazer o transbordo no Tren de la Costa (na estação Maipú) e descer na estação Delta, que é o ponto final do trajeto. Aproveite o interessante passeio turístico que o Tren de la Costa oferece.

 

Com o ramal Tigre também é possível conhecer bonitos e residenciais bairros de Buenos Aires como Belgrano, Vicente López, Olivos e San Isidro, na chamada Zona Norte.  O percurso do trem também acaba no município de Tigre. Conheça os segredos de San Isidro, o bairro mais aconchegante.

A situação atual dos trens de Buenos Aires

Mesmo sendo um meio de transporte que, em teoria, deveria ser dos mais indicados para percorrer Buenos Aires, sua utilização nem sempre é a mais recomendada. Falta de investimento, diferenças políticas e gremiais, e principalmente falta de manutenção (o que infelizmente tem provocado alguns acidentes graves nos últimos tempos) acabam desalentando o seu uso.

Trem Bartolomé Mitre, trens de Buenos Aires

Demoras, superlotação, insegurança e cancelamento de serviços são algumas das dificuldades que os usuários devem sofrer com frequência, principalmente nas linhas que percorrem os subúrbios.

Trem Bartolomé Mitre, trens de Buenos Aires

Contudo, uma enérgica política de renovação está sendo aplicada finalmente por parte do Governo. Desse jeito, novas unidades esperam pacientemente nos trilhos da estação Retiro, com o intuito de renovar as formações ferroviárias e melhorar o serviço, recuperando assim o brilho que caracterizou os trens de Buenos Aires durante muitos anos.