10 passeios de graça em Buenos Aires

Viajar e fazer turismo são sempre sinônimos de gastar dinheiro. Não tem como evitar isso, parece que as duas coisas sempre vão juntas e resulta quase impossível neutralizar essa dupla inseparável.

Numa época onde o dinheiro pode estar curto e com um câmbio que não se apresenta como muito favorável para o público brasileiro, precisamos de opções que possam dar uma folga ao bolso e ao cartão de crédito.

Aonde ir sem ter que gastar um tostão? Aliás, pesos argentinos (ou dólares, ou reais, ou…). Bom, além dos passeios, atrações e espetáculos que todo mundo conhece, na terra do tango também é possível economizar nesse quesito e ainda descobrir um monte de lugares interessantes e originais. Religião, natureza, tradições nacionais e até um pouco de cultura podem ser aproveitadas sem ter que enfiar a mão no bolso.

Booking.com

Veja a seguir uma lista com dez passeios de graça em Buenos Aires que podem ser de enorme utilidade nos tempos atuais. O seu orçamento, agradecido.

1 – Cemitério da Recoleta:

Sim, por incrível que pareça visitar um dos pontos turísticos mais destacados e fotografados de Buenos Aires é de graça. Localizado no bairro mais chique da cidade e com o famoso túmulo de Evita Perón como principal destaque, o Cemitério da Recoleta é parada obrigatória para qualquer turista que visita a cidade. Lugar de descanso de muitos cidadãos ilustres, o cemitério foi construído em 1822 e está cheio de segredos, histórias desconhecidas e monumentos imponentes. Onde fica? Na rua Junín 1760, Recoleta.

Passeios de graça em Buenos Aires, Cemitério da Recoleta

2 – O Tour do Papa Francisco:

Uma das figuras mais relevantes dos últimos tempos, o Papa Francisco tem a sua vida mostrada desde os seus começos no bairro de Flores (onde estudou e começou a carreira religiosa).  A Prefeitura da Cidade de Buenos Aires organiza dois passeios a pé semanais, um partindo da própria Basílica San José de Flores (todas as quintas feiras desde as 15h) e outro começando na Catedral Metropolitana (na Plaza de Mayo), todas as terças também no mesmo horário. A duração dos passeios é de uma hora e meia. As vagas são limitadas e as reservas devem ser feitas pelo email circuitopapal@buenosaires.gob.ar

3 – Reserva Ecológica Costanera Sur:

Um lugar produto do abandono e da posterior magia da natureza, detrás do moderno (e artificial, sejamos sinceros) Puerto Madero. Beirando o Rio de la Plata, o enorme local conta com 350 hectares, uma ampla variedade de plantas e árvores (quase 600 tipos diferentes) e muita trilha para caminhar e respirar ar puro. Todas as sextas feiras de manhã são realizadas visitas guiadas e a Reserva Ecológica está aberta ao público das 8h às 17h.

4 – Casa Rosada:

Outro lugar icônico da capital portenha que abre as suas portas sem pedir nada em troca. As visitas guiadas dos finais de semana e feriados oferecem a possibilidade de conhecer um dos lugares mais emblemáticos da cidade. Com tantos anos de história encima, percorrer os corredores da monumental Casa de Governo é um passeio imperdível e acima de tudo, gratuito. Lugar de trabalho de presidentes famosos e carismáticos sobressai a sacada onde Evita costumava fazer os seus populares discursos. Sábados, domingos e feriados das 10h às 18h. Duração: uma hora.

Passeios de graça em Buenos Aires, Casa Rosada

5 – Jardim Botânico:

Está localizado em Palermo, um dos bairros mais bonitos de Buenos Aires e que se caracteriza pela presença de numerosos espaços verdes. Inaugurado no final do século 19, além de mostrar uma flora que provoca admiração, o Jardim Botânico possui três jardins com estilos arquitetônicos muito bem definidos: o jardim romano, o francês e o oriental. Deve o seu nome ao paisagista Carlos Thays, fundador do complexo. O Jardim Botânico abre todos os dias menos as segundas feiras. Avenida Santa Fe entre República Árabe Síria e a Avenida Las Heras, Palermo.

6 – O Rosedal de Palermo:

Além de permitir admirar a belíssima e romântica paisagem, o Rosedal de Palermo é ótimo para caminhar ou fazer um pouco de exercício. Pedalinho, bicicletas, patins, corridas ou simplesmente sentar e desfrutar da tranquilidade e tirar umas quantas fotos. Quem disse que não existem passeios de graça em Buenos Aires? Mas, calma: a lista ainda continua.

7 – Feira de Mataderos:

Afastada do centro e não tão conhecida pela maioria dos turistas, a simpática feira funciona todos os domingos entre as 10h e as 20h. O que encontrar? Uma combinação de artesanato regional, as populares tradições argentinas, shows de música, danças folclóricas, comidas típicas e muito mais. A feira nasceu em 1986 e atualmente tem mais de 700 barraquinhas. As famosas empanadas e o churrasco estão presentes, mas na Feira de Mataderos você só gasta se quiser.

(Foto: Estrella Herrera)

Passeios de graça em Buenos Aires, Feria de Mataderos

8 – Museu Nacional de Bellas Artes:

O lado cultural não podia estar ausente na nossa lista de passeios de graça em Buenos Aires. Criado em 1896 pelo então presidente José Evaristo Uriburu, o museu tem o maior patrimônio artístico da cidade e sem dúvida é um dos principais orgulhos dos portenhos em questões de cultura. A coleção de obras de arte é gigante e você pode encontrar quadros de artistas mais do que renomados como Picasso, Goya ou Van Gogh, junto com os mais importantes pintores argentinos. Mais um destaque? Quatro vezes por semana, o Museu Nacional de Bellas Artes oferece visitas guiadas em português: terças, quartas, sextas e sábados a partir das 16h. Avenida del Libertador 1473, na Recoleta.

9 – Livraria El Ateneo Grand Splendid:

Se você aprecia a boa literatura, está no lugar certo. Não é a toa que El Ateneo está considerada a segunda livraria mais importante do mundo e a sua espetacular arquitetura faz lembrar o Teatro Colón. Originalmente era um cinema e teatro (o Grand Splendid) e onde estava o palco atualmente funciona uma confortável e elegante cafeteria.

Como chegar? Basta pegar o metrô da linha D e descer na estação Callao. Horários: todos os dias das 9h às 22h. (sextas e sábados até meia noite). Avenida Santa Fe 1860, Barrio Norte.

Passeios de graça em Buenos Aires, Livraria El Ateneo

10 – Centro Cultural Kirchner:

Um dos novos passeios gratuitos da cidade, cortesia do governo da D. Cristina Kirchner. O ambicioso projeto (é o maior centro cultural da América Latina) ocupa uma área de 100 mil m² no prédio dos antigos Correios e encontra-se a poucos metros da Casa Rosada. As visitas guiadas, de uma hora de duração, são feitas as quintas e sextas entre as 17.15h e as 20h. Sábados e domingos começam mais cedo, às 14.15 e acabam às 18h. O endereço é Sarmiento 151, bem próximo da Plaza de Mayo.

(Foto: Ministerio de Cultura de la Nación Argentina)

Passeios de graça em Buenos Aires, Centro Cultural Kirchner

E como sempre, um último programa também grátis: caminhar bastante. Mesmo com um transporte público abundante e econômico, é sempre bom aproveitar e dar uma caminhada pelas singulares ruas de Buenos Aires.

No lugar do agito do micro centro, nada melhor do que passear por alguns dos bairros portenhos mais significativos como Boedo, Caballito, Flores, Villa Crespo, Belgrano e muitos outros. Em épocas onde pode ser necessário fazer um pouco de economia, tudo serve. E na capital argentina opções nunca faltam.