Temporada de Cruzeiros pela América do Sul

A temporada de cruzeiros pela América do Sul está em marcha: o primeiro navio chegou a Buenos Aires em 31 de outubro do ano passado e o último tem a chegada prevista na primeira semana de abril de 2016.

Fazer uma viagem de cruzeiro é uma atividade que vem ganhando seguidores, principalmente entre o público brasileiro. Além de ser uma opção diferente e de oferecer um monte de atividades e mordomias que antigamente pareciam ficar longe das possibilidades do turista padrão, o fator econômico pesa, e muito, na hora de contratar um pacote turístico.

É um tipo de turismo bem atraente que permite visitar algumas cidades brasileiras como também Punta del Este e Montevidéu, no Uruguai, e logicamente Buenos Aires durante o verão 2015/2016.

Booking.com

Muitas das promoções oferecidas pelas principais linhas marítimas tais como MSC, Costa e CVC (só por falar das mais conhecidas) estão baseadas num tipo de câmbio “congelado”, com uma cotação consideravelmente inferior à atual. Desse jeito, contratar um pacote com essas empresas fica muito mais em conta.

Primeira vez num cruzeiro? Não fique com medo, leia as nossas dicas e saiba como curtir tudo aquilo que os belos navios de passageiros têm para oferecer. E ainda veja como se programar para poder aproveitar esse tempinho que o cruzeiro fica em águas portenhas.

Cruzeiros em Buenos Aires

Planejamento:

  • Se o intuito é conseguir preços bons você precisa fazer as reservas com a maior antecedência possível. Quanto mais encima da hora, menores são as chances de achar pacotes por valores favoráveis. Não espere a aparição de promoções de último momento porque, mesmo parecendo tentadoras, costumam ser as menos convenientes.
  • A melhor maneira de aproveitar o tempo livre em todos os portos é contratar previamente os serviços de uma agência de turismo receptivo ou guia de confiança. Uma boa forma de otimizar tempo e dinheiro durante essas curtas estadias.
  • Para quem estiver viajando com crianças o mais recomendável é consultar e conferir se o cruzeiro escolhido conta com serviços para menores, com atividades e jogos especialmente criados para os baixinhos.
  • As cabines são espaços fechados, com uma metragem reduzida e uma pequena janela (existem cabines com ou sem janelas). Se você não se sentir à vontade num lugar dessas características, existe a opção de escolher cabines com sacada.

Cruzeiros, cabine com sacada

Saúde

  • A maioria dos cruzeiros, por não dizer todos, tem uma equipe médica de plantão permanente durante as 24 horas.
  • Nem todo mundo é imune ao constante movimento do navio e a sensação de enjoo é uma dos sintomas mais habituais, e não só dentre os marinheiros de primeira viagem. Não se esqueça de levar remédios contra o enjoo: nada mais chato do que passar mal a bordo.
  • Em alto mar, e se o tempo for agradável, passar o dia na piscina o pegando um bronze é um programa que ninguém vai querer abrir mão. Do mesmo jeito que quando a gente vai para a praia em terra firme, protetor solar, óculos de sol, bonés, chapéus e os cuidados habituais são de lei. Um cruzeiro não é a exceção!
  • Um hábito que cada dia está se tornando mais frequente entre os turistas é contratar um seguro de assistência médica internacional. Doenças e outros problemas de saúde inesperados podem aparecer em turistas de qualquer idade e ninguém está livre disso.

O que levar na mala

  • Nessa época do ano o que mais vamos precisar são roupas leves, confortáveis e de cores claras. Roupa de banho também não pode faltar. Contudo, levar algum agasalho ou peças de manga comprida é sempre necessário: em navegação, no finalzinho da tarde, a temperatura pode diminuir consideravelmente. E ninguém merece ter de ficar trancado na cabine por não ter um casaquinho para poder dar uma volta pelo convés!
  • Mas não é tudo tão descontraído assim: os cruzeiros costumam ter a chamada “Noite do Capitão” (a famosa “Captain’s Dinner” em inglês). Aí vai ser preciso um pouco de requinte e elegância, e o jantar com o comandante é um bom motivo para mostrar o melhor do seu guarda roupa e caprichar no visual!
  • Se o navio tiver academia, fazer um pouquinho de malhação para queimar todas essas calorias a mais que com certeza vamos consumir, é uma ótima ideia. Então, não hesite em colocar na mala roupa e calçado conveniente.
  • Uma viagem em cruzeiro é uma experiência única e com toda certeza você vai querer documentar tudo: vão ser fotos e filmagens por tudo quanto é lugar. Além de levar consigo todos os seus dispositivos (com seus carregadores), não deixe de transportar adaptadores para as tomadas elétricas. Os mais recomendados são os chamados adaptadores universais.
  • Uma bolsa de mão pode ser de utilidade para poder levar os seus pertences mais necessários (e valiosos) no hora de descer em algum porto. Evite deixar na cabine elementos tais como documentos, cartões de crédito, dinheiro e outros objetos pessoais de valor.

Cruzeiros, piscina

Outras dicas importantes dentro do navio:

  • Não é permitido levar animais a bordo.
  • No início da viagem lhe será entregue um cartão onde serão carregadas todas as despesas extras que não estejam incluídas na passagem (bebidas alcoólicas, compras no Free-shop, serviços especiais, etc.). Quando a travessia finalizar você poderá cancelar os gastos pagando com cartão de crédito ou em dinheiro.
  • Evite problemas: antes de começar o cruzeiro confira detalhadamente que serviços estão incluídos no pacote que você adquiriu e que outros deverão ser pagos separadamente.
  • Quando chegar num porto e for dar um passeio pela cidade, verifique o horário de embarque e partida do navio. Tente voltar com certa antecedência antes da hora estabelecida. Se você se atrasar… o capitão não espera!
  • As gorjetas, uma prática não muito apreciada por alguns turistas brasileiros, nos cruzeiros é costume firme. Pode vir inclusa no valor que você paga ou não. Se for o caso, de 5 a 10 dólares por dia é o valor habitual e geralmente se paga no dia do desembarque.

Cruzeiros em Buenos Aires

A estadia dos cruzeiros em Buenos Aires pode não ser muito extensa. Contudo, mesmo que você tenha ao seu dispor apenas uma manhã ou uma tarde na capital portenha, dá para transformar essa experiência em algo inesquecível. Só que para aproveitar ao máximo esse tempinho que parece reduzido é preciso ter certo conhecimento da cidade, que lugares visitar e as distâncias. A área ao redor do Terminal de Cruzeiros não é, de jeito nenhum, a melhor alternativa para curtir a sua breve permanência em Buenos Aires.

O que fazer na terra do tango? Muitas coisas, seja a sua primeira vez na cidade ou não: parques, cafés, livrarias, gastronomia e enologia, museus, compras, atividades culturais, zoológicos, shows de tango… enfim, a lista é enorme. Tudo esperando ser descoberto e explorado. Mas a dica é chegar com um roteiro já definido.

O Terminal de Cruzeiros Benito Quinquela Martín não está muito distante do Obelisco, apenas uns 4 km e só alguns minutos da Rodoviária de Ônibus de Retiro. Só que infelizmente fazer o percurso a pé não é o mais recomendável e um turista ficaria bastante exposto se falarmos da segurança da região.

Outro ponto de atenção são os táxis localizados no terminal: muitos deles não usam o taxímetro e podem resultar pouco confiáveis. Nesse caso é melhor ligar para um rádio táxi ou bem agendar o seu traslado com alguma agência da sua confiança. A Funny Times Travel oferece serviços de transfer desde o porto e tours grupais ou particulares.

A organização é fundamental

Considere agendar os traslados ou passeios antes de embarcar no cruzeiro. Dependendo da agência ou guia escolhidos, poderá ser necessário dar um entrada de pelo menos 50% na hora de fazer a reserva. Dentro do navio também é possível contratar city tours, transfers ou espetáculos de tango, mas existe um detalhe muito importante: os preços costumam ser bem mais altos e o valor desses serviços serão adicionados na conta do seu cartão junto com as despesas no cruzeiro.

As demoras para poder desembarcar depois que o navio atracou podem ser frequentes. Na hora de contratar algum serviço de traslado ou qualquer outro passeio, calcule estar liberado umas duas horas depois da atracação do cruzeiro.

Dependendo do tempo disponível, um city tour de três horas permite fazer uma visita rápida e panorâmica de Buenos Aires. Já quem procura por mais tranquilidade e dispõe de mais tempo, pode contratar um carro com motorista e até incluir um serviço de guia por cinco horas.

Pontos de encontro e desembarque

O Terminal de Cruzeiros de Buenos Aires conta com 13 portões de desembarque. Os passageiros que desembarcam com bagagem utilizam os portões de número 1, 2 e 3. Aqueles turistas que contrataram previamente um serviço de traslado são esperados pelas diversas agências nesse setor ou bem no chamado “Ponto de encontro” (meeting point, em inglês).

Os passageiros “em trânsito” costumam fazer o desembarque através do portão 13. Próximo dele se encontra o já mencionado ponto de táxis do terminal.

Outros serviços disponíveis são: bar, restaurante, centro de informações ao turista e um guichê da Aduana (a Alfândega) para aqueles viajantes que desejarem receber a devolução do IVA. Antes de sair do terminal confira os horários de atendimento e o funcionamento durante o tempo de permanência do seu cruzeiro no porto de Buenos Aires.