Os melhores vinhos argentinos da atualidade

A rixa entre argentinos e chilenos não se limita só àquele famoso conflito nos anos de 1970 pelo Canal de Beagle (que separa os dois países no extremo sul do continente), pela final da Copa América de 2015 nem mesmo pelas eliminatórias para a Copa de 2018 na Rússia. A Argentina e o Chile são os principais produtores e exportadores de vinho da região e a qualidade dos vinhos das duas nações encontra-se mais do que disputada.

Embora os vinhos chilenos tenham maior reconhecimento internacional (e um volume de exportação bem superior), os produzidos no país hermano não ficam atrás. De fato, a produção e o consumo interno do vinho argentino ainda são mais altos que do outro lado da Cordilheira dos Andes.

Na hora de acompanhar o tradicional churrasco argentino a bebida de lei sem dúvida é um bom vinho. Tinto ou branco, Malbec ou não, a escolha depende exclusivamente de cada pessoa: gostos são gostos e os gostos não se discutem.

Booking.com

Mas antes de fazer a escolha é necessário conhecer um pouco do assunto e para isso preparamos uma lista com os melhores vinhos argentinos da atualidade.

Os melhores vinhos argentinos (Foto: Hanumann)

Segundo os críticos especializados, a Argentina hoje em dia elabora vinhos sofisticados. A principal região produtora continua sendo a província de Mendoza, mas aqueles produzidos em lugares tão distantes como Salta (no norte) e a Patagônia (no sul) também marcam presença. A uva Malbec ainda se posiciona como a mais relevante e o tinto é o vinho mais apreciado pelos principais degustadores.

Confira uma lista com 10 dos melhores vinhos argentinos

  • Catena Zapata Malbec Nicasia.
  • Catena Zapata Chardonnay White Bones (2011 e 2012)
  • Catena Zapata Chardonnay White Stones (2011 e 2012) (adega Catena Zapata).
  • Gran Enemigo Cabernet Franc (2011) (adega Aleanna).
  • Finca Altamira Malbec (2012)
  • Finca Bella Vista Malbec (2012) (adega Achával Ferrer).
  • Colomé Altura Máxima Malbec 2012 (adega Colomé).
  • Noemía Malbec 2012 (adega Noemía).
  • Noemía Malbec 2013 (adega Noemía).
  • Cobos Volturno Marchiori 2012 (adega Viña Cobos).

Trata-se de vinhos de altíssimo padrão, e os preços (é claro) também estão na mesma altura. O valor da garrafa varia entre 700 e 3,5 mil pesos (mais ou menos entre 170 e 850 reais brasileiros pela cotação oficial atual). Ou seja, nada barato.

Os melhores vinhos argentinos, Catena Zapata

Mas não precisa cair no desespero…!!! O que fazer se o nosso orçamento não permite retirar esses vinhos da prateleira? Vamos ficar com água na boca e voltar para casa com as mãos vazias? Nada disso. Logicamente existem vinhos argentinos de alta qualidade, por preços mais em conta e que podem ser acessíveis para a maioria dos mortais.

Onde conseguir e degustar os melhores vinhos argentinos em Buenos Aires

Uma moda que começou alguns anos atrás foi a aparição de numerosas lojas de venda direta: as conhecidas winerys ou, simplesmente, lojas de vinho. Quase ao mesmo tempo em que ressurgiu o interesse local e internacional pela tradicional bebida.

A mais conhecida é precisamente a rede Winery, que possui lojas em vários dos principais shoppings portenhos: Abasto Shopping, Dot, Distrito Arcos e Unicenter e ainda nos bairros da Recoleta, Centro, Puerto Madero, San Telmo e Belgrano.

Consulte por passeios, traslados, shows de tango e outras atividades turísticas em Buenos Aires com os melhores preços do mercado!

Só que também aparece uma opção mais simples e com menos pretensões e requinte: os supermercados. Sim, no setor de bebidas alcoólicas as prateleiras oferecem um estoque de vinhos mais do que interessante e por preços bem amigáveis para o sofrido bolso de hoje em dia. Basta dar uma passadinha por algum Carrefour, Disco, Coto ou Jumbo de Buenos Aires e conferir o que tem de bom. A surpresa pode ser boa.

Os melhores vinhos argentinos

Sugestões? Bom, depende muito do gosto pessoal, mas é possível encontrar os clássicos e econômicos tintos Carcassone, Don Valentín ou Selección López junto com os mais recentes (e de maior preço) Latitud 33 ou Argento. Sem falar dos sofisticados vinhos da adega Luigi Bosca, propriedade da família Arizu.

Está na dúvida? Saiba que vinhos comprar em Buenos Aires!!!

Para quem prefere um vinho branco, opções também não faltam. Os populares Suter e Etchart Privado Torrontés estão por baixo do Navarro Correas ou Nieto Senetiner em questões de qualidade. Mas os menos populares Uxmal e Terrazas Reserva também lutam por um lugar num espaço mais do que disputado.

Os melhores vinhos argentinos (Foto: mckaysavage)

Em resumo: a partir de 40 pesos de hoje (aproximadamente uns 10 reais) você pode comprar um vinho argentino de qualidade aceitável e não ter que se arrepender disso depois.

Como sempre, os Free Shops são mais uma oportunidade para comprar vinhos antes de deixar Buenos Aires. O que podemos encontrar são vinhos de exportação, alguns deles não muito conhecidos no mercado local, mas com valores que podem valer a pena. Confira o estoque de vinhos do Free Shop e os preços em dólares clicando aqui.  

E outra tendência que veio para ficar são as degustações exclusivas. No bairro de Palermo Soho, Anuva Wines oferece um encontro inesquecível onde você poderá curtir uma seleta variedade de vinhos, acompanhados de finos tira-gostos, e aprender os segredos do vinho. Tudo a portas fechadas e num ambiente super cordial e descontraído. As reservas são feitas com antecedência e o endereço certo só é desvendado após a confirmação das mesmas.