Os 3 aperitivos favoritos dos portenhos

Com a chegada dos imigrantes europeus, especialmente aqueles vindos da Espanha e da Itália, nasceu em Buenos Aires a tradição do vermute ou aperitivo, costume que continua inalterável até o dia de hoje.

O que não é difícil de comprovar já que os 3 aperitivos favoritos dos portenhos são de origem italiana. Porém, antigamente os donos da maioria dos bares da cidade de Buenos Aires eram imigrantes espanhóis; desse jeito podemos atribuir a influência aos dois países de uma forma democrática.

Começa assim o hábito de degustar uma bebida antes das comidas, seja antes do meio dia ou bem no final da tarde.

Booking.com

Conheça em detalhe as comidas típicas de Buenos Aires.

A maneira mais tradicional de servir qualquer aperitivo é misturando-o com soda (um simpático sifão de água com gás com alta pressão) ou com diversos refrigerantes. Com ou sem gelo, porém o aperitivo deve estar sempre bem frio.

(Foto: gabriel amadeus)

Os 3 aperitivos favoritos dos portenhos (Foto: gabriel amadeus)

Sem dúvida podemos afirmar que os 3 aperitivos favoritos dos portenhos são os seguintes:

Fernet

Fernet é um aperitivo de cor preta e muito amargo, com um alto teor alcoólico que varia entre 40 e 45%. Produto da combinação de diferentes ervas, pode ser utilizado como digestivo ou aperitivo e tem certa semelhança com o aperitivo brasileiro Underberg.

A maneira mais tradicional de beber o Fernet é misturada com refrigerante de cola, o que ajuda a diminuir o intenso gosto amargo e produz uma alta e espessa espuma.

(Foto: jesusdehesa)

 Os 3 aperitivos favoritos dos portenhos (Foto: jesus dehesa)
O Fernet é atualmente o aperitivo mais popular em Buenos Aires

Nos últimos vinte anos ganhou uma popularidade gigante, ultrapassando os outros aperitivos mais convencionais no gosto do portenho, e tendo ganhado o apelido de “Fernando”. Sem exageros, é uma bebida ou drinque que pode ser considerado parte da cultura contemporânea.

Junto com o Americano Gancia, o Fernet é um dos preferidos pelos bebedores mais jovens e uma figura sempre presente em qualquer danceteria.

Gancia

Produto originário da Itália, do mesmo jeito que a maioria dos aperitivos, o Gancia chegou à Argentina no século XX, nos anos 30.

Totalmente oposto do Fernet, tem uma cor quase amarela ou âmbar, é bastante doce e seu teor alcóolico não ultrapassa os 15%. Sendo basicamente uma mistura de ervas, álcool e vinho branco, quando a garrafa é aberta desprende um agradável e adoçado perfume.

Pode ser consumido como aperitivo, misturado com água com gás (a conhecida soda argentina) ou também como coquetel, adicionando gelo e limão e agitando os três componentes numa coqueteleira (o super- famoso Gancia batido).

Está em Buenos Aires e hoje à noite vai jantar fora? Ou está a fim de tomar aquele cafezinho? Primeiro conheça 10 características dos bares e restaurantes de Buenos Aires.

Cinzano

Foi historicamente o vermute mais popular, perdendo seu lugar nos últimos tempos só para o Fernet. Com tudo, continua firme e forte entre os 3 aperitivos favoritos dos portenhos.

De origem italiana, é talvez o que mais cedo chegou ao país (1877) e foi aceito rapidamente pela sociedade; a partir de 1925 começou a ser fabricado na Argentina.

(Foto: srgblog)

Os 3 aperitivos favoritos dos portenhos (Foto: srgblog)

Também fruto da combinação de numerosas ervas aromáticas, vinho e açúcar, apresenta uma intensa cor vermelha, embora sejam utilizados diferentes tipos de vinho branco no processo de elaboração. Seu particular sabor é suave e doce.

No Brasil seu concorrente mais próximo seria o Martini Rosso, de características similares.

A forma mais clássica de beber o Cinzano é com gelo e soda (do mesmo jeito que o Americano Gancia). Outra interessante combinação, talvez não muito conhecida, mas que vale a pena experimentar é o Cinzano com qualquer refrigerante de laranja e gelo.

É também utilizado na elaboração de coquetéis mais sofisticados e internacionais como o Negroni e o Manhattan.

Gostaria de acompanhar seu prato predileto com um bom vinho? Conheça então as características do vinho argentino.

A “picada”, o elemento que não pode faltar

Muito bem, já mostramos quais são os 3 aperitivos favoritos dos portenhos, mas um elemento que nunca pode faltar é a tradicional picada.

Uma completa picada não é outra coisa do que a combinação de diversos frios, queijos, azeitonas, pães, amendoim e muitos outros salgadinhos, com o simples, porém firme objetivo de acompanhar o aperitivo predileto e manter as duas mãos ocupadas!

(Foto: christine592)

Picada (Foto: christine592)

Diferente da cerveja, o doce sabor dos aperitivos pode resultar bastante traiçoeiro num estômago vazio (principalmente aqueles de maior teor alcoólico). Mas a fiel picada está precisamente para prevenir esse tipo de transtornos.

Costume bem argentino, seja num bar ou na própria casa recebendo os amigos, é outra das coisas que o turista que visita Buenos Aires pela primeira vez não pode deixar de experimentar.