Onde se hospedar em Buenos Aires

Você que está pensando em conhecer a terra do tango e do bife de chorizo… sabe onde se hospedar em Buenos Aires? A resposta não é tão simples assim e uma boa decisão depende de vários fatores que podem fazer toda a diferença.

Para muitos turistas, o ideal é achar um lugar confortável e por um preço em conta. Para outros a proximidade com o agito portenho é o que mais interessa. Seja qual for a situação, devemos saber que todos os lugares da capital com a maior proposta em questões de hotéis, apartamentos e hostels têm as suas vantagens e desvantagens.

O que levar em consideração antes de escolher uma região onde ficar

Algumas coisas que devemos considerar antes de decidirmos por um determinado lugar ou bairro onde residir, mesmo que seja por uns poucos dias, são as seguintes:

Booking.com
  • Relação custo – benefício:

Nem sempre o mais caro é o melhor, nem o mais barato acaba sendo o pior. Se você vai contratar a sua hospedagem por conta própria (ou seja, se o hotel não estiver incluído no seu pacote turístico) será necessária uma boa pesquisa prévia. Em épocas de dólar alto e orçamento apertado, verificar todos os serviços e mordomias disponíveis é quase uma obrigação.

Como regra geral, o café da manhã nos hotéis portenhos não é tão completo como o turista brasileiro gosta. Mesmo que alguns hotéis estejam tentando melhorar nesse quesito, ainda falta para igualar o patamar encontrado no Brasil. Observe se o café da manhã está incluso no valor da diária ou não. Caso contrário, tomar o café na rua pode ser uma despesa extra que não vai ser muito bem-vinda!

  • Proximidade com o resto das atrações turísticas (ou não):

Geralmente quem visita Buenos Aires pela primeira vez prefere se hospedar numa área não muito afastada dos principais pontos de visitação. O raciocínio tem a sua lógica: desse jeito, é possível economizar tempo e dinheiro em traslados e curtir ao máximo os seus dias na cidade. Já os viajantes que conhecem Buenos Aires de viagens anteriores podem optar por ficar num lugar mais distante e criar o seu roteiro personalizado sem se preocupar com as distâncias.

  • Segurança:

A segurança deve ser observada o tempo todo. Buenos Aires dificilmente pode ser considerada uma cidade violenta, mas tem os seus problemas de segurança como a maioria das grandes capitais da região. Os locais com maior número de turistas são os mais movimentados, e ao mesmo tempo, os mais propícios para pequenos roubos ou furtos. Não é necessário ficar apavorado ou com medo, apenas tomar os cuidados básicos com os seus pertences e evitar fazer o papel de “turista desligado”.

Os lugares mais indicados para procurar hospedagem são:

Recoleta

Um bairro requintado e que agrada até aos mais exigentes. Os atrativos que a Recoleta oferece aos seus visitantes são muitos: o Cemitério com o mais do que famoso túmulo de Evita Perón, a Plaza del Pilar, o Café La Biela, o Museu Nacional de Bellas Artes, a Avenida Alvear com as seletas lojas de grife e muito mais.

Onde se hospedar em Buenos Aires, Recoleta (Foto: Nestor Ferraro)

Dicas de hotéis na Recoleta.

A oferta de hotéis também é ampla: basta ter um pouquinho de paciência para acabar achando um hotel agradável e por preços semelhantes aos hotéis do micro centro.

Palermo

O bairro de Palermo sempre é uma das melhores opções na hora de pensar onde se hospedar em Buenos Aires. Combina a tranquilidade de um bairro com a presença de áreas mais movimentadas e comerciais.

Onde se hospedar em Buenos Aires, Palermo Soho (Foto: Josiah Mackenzie)

O polo gastronômico portenho tem as suas raízes precisamente em Palermo: não faltam restaurantes nem barzinhos e para quem gosta de curtir uma balada o lugar é ideal. Poucos são os turistas brasileiros que não visitam Palermo Soho e as redondezas!

Dicas de hotéis em Palermo Soho.

Como desvantagem devemos mencionar o fato de ficar um pouco distante do centro de Buenos Aires e dos principais pontos de atração da cidade. É necessário pegar táxi ou bem utilizar o transporte público (uma alternativa mais econômica), o que pode ser um pouco complicado se você estiver viajando com crianças ou em grandes grupos.

San Telmo

Nos últimos quinze ou vinte anos o bairro mais velho de Buenos Aires ganhou força e conseguiu um lugar de relevância entre os turistas estrangeiros. San Telmo, com aquelas calçadas estreitas, ruas de paralelepípedos e casas que superam os duzentos anos de idade, é um dos símbolos dos portenhos.

Onde se hospedar em Buenos Aires, San Telmo

Alguns destaques? O Mercado de San Telmo, as inúmeras lojas de antiquários e os tradicionais cafés que resistem ao passar do tempo. Sem esquecer, é claro, da Feirinha na rua Defensa (todos os domingos) nem da Plaza Dorrego com seus barzinhos, músicos de rua e o eterno casal de dançarinos que mostram descontraidamente e com muita simpleza o charme do tango.

Se você é daqueles que curtem um lugar antigo e sem muito requinte, San Telmo é uma boa escolha.

Consulte por passeios, traslados, shows de tango e outras atividades turísticas em Buenos Aires com os melhores preços do mercado!

Congreso

Um bairro bem tradicional e que possui vários hotéis, a pouco mais de 1 km da Plaza de Mayo e da Casa Rosada.

O emblemático Congresso Nacional e as suas três praças são os maiores destaques, além de ter muitos bares, restaurantes e pizzarias. Um detalhe importante é a facilidade para viajar até outros pontos da cidade: metrô, ônibus e táxis podem ser encontrados sem problemas. É uma região bastante movimentada, e não fica longe da Avenida 9 de Julio (aproximadamente 700 metros partindo desde a praça principal).

Onde se hospedar em Buenos Aires, Congreso

Micro centro

Deixamos por último o micro centro, mas isso não quer dizer que seja a pior alternativa para quem está tentando decidir onde se hospedar em Buenos Aires. Só que nem sempre é o local mais recomendável e por vários motivos: muito transitado durante o dia e à noite fica deserto, apresentando um panorama meio inseguro especialmente para os turistas que visitam a capital portenha pela primeira vez. Outro inconveniente habitual que deve ser enfrentado são as manifestações e piquetes que atrapalham o trânsito quase diariamente.

Onde se hospedar em Buenos Aires, obelisco (Foto: Rodrigo Paredes)

Para fazer compras não é precisamente o melhor lugar já que sendo uma área turística os preços costumam ser mais altos que em outros lugares. Mas existem numerosas lojas onde podemos conseguir lembranças e presentes por valores mais em conta.

Dicas de hotéis no micro centro portenho.

Porém, o centro de Buenos Aires conta com um enorme número de hotéis de diversas categorias e preços, além de estar muito próximo dos lugares turísticos mais relevantes. As casas de câmbio (e os cambistas de rua) também podem ser encontrados facilmente, o que alivia a preocupação na hora de trocar dinheiro.

Outra vantagem? Nas ruas do micro centro, principalmente em Florida e Lavalle, você vai achar um monte de vendedores e operadores turísticos falando português. Quem não se sentir muito à vontade com o espanhol vai se dar bem.

Em resumo, opções e lugares onde se hospedar em Buenos Aires não faltam. Basta conferir as características de cada região antes de escolher um hotel ou apartamento e depois aproveitar ao máximo as suas férias!