Onde fazer compras em Buenos Aires em 2015

Os tempos mudam rapidamente e as tendências também: Buenos Aires já não é tão barato, pelo menos do jeito que era uns poucos anos atrás. De fato, alguns preços não têm muito que invejar dos valores de cidades como Rio de Janeiro ou São Paulo.

Trata-se de um problema que não só os turistas têm de enfrentar: os próprios portenhos sofrem com as consequências de uma moeda visivelmente depreciada como o peso argentino, e uma inflação anual de mais de 30%. E para piorar o quadro, a pouco controlada flutuação do dólar no Brasil também não ajuda quando você viaja ao exterior. Tudo parece mais caro!

Os shoppings da cidade continuam sendo visitados, mas nem sempre oferecem os melhores preços. Fora das épocas de liquidação por fim de temporada ou algumas promoções, melhor considerar o centro comercial como um simples local de passeio ou para realizar pequenas compras.

Booking.com

A calle Florida é o lugar predileto pelos turistas para passear, e ao mesmo tempo, o menos indicado para fazer compras. Tirando umas poucas exceções, na atualidade serve mais para ter uma referência dos preços… e continuar caminhando!

Onde fazer compras em Buenos Aires

Mas as mulheres portenhas (do mesmo jeito que as brasileiras) adoram fazer compras. O assunto então é entender onde fazer compras em Buenos Aires sem ter que pagar muito. Por isso, para poder comprar barato na terra do dulce de leche é necessário tempo, paciência e pesquisar bastante.

Calma, ainda não está tudo perdido!

Uma alternativa nada recente

Buenos Aires sempre teve, na realidade, lugares alternativos para poder comprar por preços mais acessíveis.

Entre os anos 1970 e 1980, enquanto os argentinos de maiores recursos viajavam a Miami e pagavam tudo em dólar, os que tinham menos condições (uma grande quantidade de consumidores, para falar a verdade) detonavam as suas sofridas economias em lugares comerciais que a maioria dos brasileiros provavelmente desconheça: por exemplo, a antiga Ciudad Canguro (já desaparecida) e a Avenida Mitre, no bairro de Munro, na Zona Norte de Buenos Aires.

Contudo, a posterior aparição dos shoppings centers foi mudando drasticamente os hábitos de consumo, só que por alguns anos.

Saiba Quanto Dinheiro Levar para Buenos Aires em 2016 – O Post Definitivo!

Depois da crise econômica de 2001 que afetou seriamente o país, a procura por lugares menos caros motivou a aparição de novas alternativas e o ressurgimento de outras já estabelecidas. E os turistas não ficaram fora da proposta!

7 lugares para comprar mais barato em Buenos Aires

Hoje em dia, os chamados Outlets são a opção mais em conta para fazer compras na capital do país vizinho. Mas antes de nada é bom saber que os modelos exibidos são (em muitos casos, não todos) descontinuados, de temporadas anteriores ou até com pequenas falhas. É preciso olhar tudo com muito detalhe, caso contrário… aquilo que é barato acaba saindo caro!

  • Avenida Córdoba: considerada a “avenida dos outlets”, de segunda a sábado você pode encontrar preços interessantes e boa variedade de produtos e modelos. Um corredor de quase 1 km de extensão para se perder no tempo!
  • Outlets de Villa Crespo: com certeza o lugar mais procurado e conhecido pelo público brasileiro. A pouca distância de Palermo Soho (dá para ir a pé tranquilamente), a Calle Aguirre é o ponto principal e a cada dia continuam aparecendo mais lojas. Porém, é preciso olhar com calma e comparar os preços, já que existe de tudo. Leia mais sobre os Outlets de Villa Crespo.

Onde fazer compras em Buenos Aires, Villa Crespo

  • Calle Murillo: o ponto mais recomendado de Villa Crespo para comprar roupa de couro direto de fábrica, mas saiba que também é possível achar calçado, bolsas e outros acessórios. Os preços são inferiores àqueles encontrados na Calle Florida e tem muito para escolher.
  • Avenida Forest: na junção dos bairros de Chacarita, Villa Ortúzar e Colegiales. Ideal para quem procura jaquetas e roupa esportiva de marcas nacionais e estrangeiras, caminhando uns poucos quarteirões. Domingos fechado.
  • Plaza Once: originalmente era a terra dos imigrantes judeus. Depois, foi ocupada com a chegada dos comerciantes coreanos e chineses. Atualmente continua sendo um dos lugares mais baratos da cidade e você pode achar de tudo, desde bugigangas até peças mais elaboradas. Só que para que a visita possa valer a pena, tem que garimpar bastante porque as qualidades são muito diversas. Recomenda-se prestar atenção aos seus pertences, porque é uma área muito transitada.

Consulte por outros passeios e atividades em Buenos Aires com os melhores preços do mercado.

  • Avenida Avellaneda: localizada no bairro de Flores, oferece venda por atacado e varejo. Comerciantes de lojas mais sofisticadas costumam comprar os seus produtos aqui mesmo e depois acabam revendendo bem mais caro. Comprando a partir de cinco ou seis peças você já pode ganhar o preço de atacado e fazer a diferencia.
  • Barracas Outlets: a poucos minutos do centro de Buenos Aires, na continuação da Avenida 9 de Julio, o Barracas Outlet oferece unicamente produtos fora de temporada ou com pequenas falhas (segunda seleção). As grandes marcas estão presentes, junto com outras menos conhecidas. Podemos considerar que é o equivalente dos Outlets de Villa Crespo, mas no bairro portenho de Barracas. Funciona todos os dias.

Onde fazer compras em Buenos Aires em 2015

E como bônus, não se esqueça do Duty Free do aeroporto de Ezeiza e Aeroparque: a última chance para fazer compras e acabar com aqueles pesos que sobraram antes de voltar ao Brasil!