La Boca, um lugar bem pitoresco

Na beira do poluído rio Riachuelo encontra-se o popular bairro de La Boca, um dos pontos turísticos mais procurados pelos estrangeiros que visitam Buenos Aires.

Originalmente o porto de Buenos Aires estava localizado em La Boca e foi nos numerosos navios que navegavam essas aguas que a futura população do bairro foi chegando ao final do século XIX. Eram na maioria imigrantes italianos de escassos recursos que abandonavam sua terra na procura de melhores condições. Foram construindo as suas humildes e coloridas moradias de chapa em redor das aguas do Riachuelo, numa área de aproximadamente três quilômetros quadrados e que hoje, depois de um século, tem uma população de mais de 40.000 moradores.

Os primeiros moradores 

Aqueles imigrantes italianos que chegaram inicialmente traziam o desejo de superação e uma enorme vontade de trabalhar. Assim, rapidamente foram aparecendo comércios onde os italianos (boa parte deles genoveses) começaram mostrando parte das suas tradições. É bom lembrar que mais da metade da população de Buenos Aires tem descendência europeia, principalmente de italianos e espanhóis.

Booking.com

Caminito, La Boca

Dentre os primeiros comércios que começaram funcionar é possível destacar as famosas pizzarias; a origem da famosa pizza pode não estar totalmente clara, mas com certeza foram os primeiros moradores de La Boca que acabaram integrando o típico prato italiano nos cardápios dos porteños.

Conheça em detalhes as comidas típicas de Buenos Aires

As cores azul e amarela

Estádio La Bombonera, bairro de La Boca

Quem visita o bairro com certeza vai querer conhecer o estádio do famoso time de futebol, o Boca Juniors. Apelidado de La Bombonera por causa da sua forma quadrada que lembra uma caixa de bombons, é um dos ícones do lugar. Mas qual é o motivo dessas cores azuis e amarelas que enfeitam praticamente tudo em La Boca? A lenda conta que no começo do século XX, exatamente em 1905, o clube de futebol fundado pelos moradores genoveses e chamado de Boca Juniors, não tinha definido qual iam ser as cores da sua camisa.

Após algumas discussões finalmente decidiram que as cores que iam representar o clube seriam as da bandeira do próximo navio que fosse passar pelo porto. O seguinte navio a passar levava a bandeira sueca, com as cores azul e amarela e desde esse dia o time sempre levou o chamado “azul e ouro” na sua vestimenta. Cores que representam então o bairro de La Boca.

Na atualidade

Hoje em dia, La Boca recebe milhares de turistas por ano, querendo conhecer os detalhes do popular bairro porteño. Caminito, um calçadão de 50 metros de extensão é um dos pontos mais procurados. Vuelta de Rocha, La Bombonera, o museu Quinquela Martín, a antiga ponte de ferro Nicolás Avellaneda e as simpáticas e coloridas casas de chapa são alguns dos símbolos do bairro.

Atenção! Evite problemas que possam estragar as suas férias. Confira as nossas 10 Dicas de Segurança em Buenos Aires.

Lojas de lembranças, dançarinos de tango, restaurantes e pizzarias atraem ao visitante descobrindo toda essa magia que aqueles imigrantes italianos trouxeram e que ainda continua viva.

Postado por Marc Ouellet, 14/02/2011
Utilizado com a permissão do autor