É preciso tomar a Vacina contra a Febre Amarela para ir a Buenos Aires?

A epidemia de febre amarela preocupa e bastante. Não só àqueles que moram nas regiões do Brasil mais afetadas pela doença. Ultimamente todo cidadão brasileiro que vai viajar ao exterior está ficando de olho nas exigências do país que for visitar. Algumas nações já obrigam aos turistas brasileiros a apresentação do certificado de vacinação para poder entrar, outros ainda não. E no caso da Argentina, como fica a situação? É preciso tomar a vacina contra a febre amarela para ir a Buenos Aires? Sim ou não?

A pergunta está tirando o sono de muita gente, então decidimos fazer o seguinte artigo tentando aclarar as coisas…

Argentina: vacina sim ou não?

Até o dia e horário de publicação desse post, a Argentina NÃO está exigindo vacina nenhuma aos turistas brasileiros. Você pode confirmar isso em tempo real no site oficial de Migrações. Existe apenas a recomendação de tomar a vacina contra a febre amarela e mais nada.

Booking.com

As duas principais linhas aéreas nacionais que viajam regularmente a Buenos Aires oferecem informação atualizada nos seus portais. Verifique com elas utilizando os seguintes links caso tenha alguma dúvida antes de viajar.

Gol Líneas Aéreas

Latam

Por quê? Porque são as empresas aéreas as que poderão solicitar a apresentação do Certificado ainda no Brasil, antes de você viajar.  Qual certificado? Continue lendo que no parágrafo seguinte explicamos com mais detalhes…

Onde e como tomar a vacina no Brasil

No território brasileiro é possível achar a vacina contra a febre amarela nos hospitais ou postos de saúde (aplicação gratuita). Nas clínicas ou centros de vacinação privados também, só que você tem que pagar. É necessário apresentar o RG e o cartão nacional do SUS para ganhar a vacina gratuitamente através da saúde pública. Num centro privado, apenas o documento de identidade, sendo o pagamento à vista ou cartão.

Vacina contra a Febre Amarela para ir a Buenos Aires 1

Em ambos os casos é entregue um comprovante ou é colocado um carimbo na sua carteira de vacinação. Contudo, isso aí não resulta suficiente para poder efetuar uma viagem internacional. Após a aplicação da vacina, é preciso obter o Certificado Internacional de Vacinação (CIVP). Onde se faz isso? Na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Basta acessar o endereço http://www.anvisa.gov.br/viajante, fazer o cadastro e seguir as instruções.

Vacina contra a Febre Amarela para ir a Buenos Aires 3

A validade da Vacina contra a Febre Amarela sempre foi de 10 (dez) anos. O Ministério da Saúde confirma essa teoria sugerindo uma segunda dose, dez anos depois. Porém, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informa que a partir de agora a duração é vitalícia. Ou seja, uma única aplicação dura para sempre.

Quem pode tomar a vacina contra a febre amarela

  • Qualquer pessoa até os 60 anos.
  • Bebês a partir dos seis meses de idade se for estritamente necessário (o recomendado é depois dos nove meses).

Os sintomas que podem aparecer depois da vacina ter sido aplicada não são muito preocupantes. Apenas uma leve dor na região da picada, um pouco de febre ou dor de cabeça. Entretanto, se algum outro sintoma aparecer, não duvide em entrar em contato imediatamente com um médico.

Lembrando que a Vacina contra a Febre Amarela deve ser tomada, no mínimo, 10 dias antes de viajar ao exterior. Esse é o tempo que a pessoa que recebeu a vacina demora em ficar imunizada contra a doença. Muitos países fazem questão disso, então saiba que não é um detalhe menor. Faça tudo com antecedência, não deixe para o final!

Quem não pode tomar a vacina

  • Gestantes.
  • Bebês com menos de seis meses de idade.
  • Mulheres em período de amamentação.
  • Maiores de 60 anos.

Vacina contra a Febre Amarela para ir a Buenos Aires 2

Ficaremos atualizando o artigo caso haja alguma mudança nas exigências por parte das autoridades argentinas. Mas por enquanto, nada de preocupações nem correria. Não é preciso tomar a Vacina contra a Febre Amarela para ir a Buenos Aires!!!