Boedo, um típico bairro de Buenos Aires

Quando alguém faz menção de Buenos Aires, as primeiras imagens que podem aparecer (e não estamos falando somente do Google!) são aquelas que estão automaticamente relacionadas com a capital portenha: os bairros de La Boca e Puerto Madero, o Tango argentino, o Bife de Chorizo, etc.

Dos 48 bairros que a cidade possui, muitos têm sofrido as transformações que o passar do tempo e a modernidade geralmente trazem consigo. Casas antigas que desaparecem, novos prédios que são construídos, ou bem, centros comerciais que entram no lugar dos pequenos comércios de bairro.

Contudo, Boedo continua sendo um dos bairros típicos de Buenos Aires que desafiaram o avanço dos anos, e ainda hoje mantém a sua essência. Nasceu no dia 25 de julho de 1882 e deve a origem do seu nome ao Dr. Mariano Boedo, advogado e um dos protagonistas da independência argentina de 1816.

Booking.com

Boedo está situado entre os bairros vizinhos de Almagro, Parque Patricios, San Cristóbal e Caballito (centro geográfico da cidade de Buenos Aires). O ponto mais importante é o cruzamento das avenidas San Juan e Boedo (a esquina mais famosa e representativa do bairro). Outras avenidas destacadas são Independencia e La Plata.

(Foto: Estrella Herrera)

Bairro de Boedo (Foto: Gobierno)

O Tango e a boêmia portenha

Seus tradicionais bares e cafés são um emblema do lugar. Muitos deles, os mais antigos, testemunharam a composição de famosos tangos: nas suas mesas, entre cafezinhos e alguns goles de aguardente, foram escritos os versos de vários exemplos da música popular argentina. E foram nesses mesmos salões que muitas orquestras começaram timidamente as suas carreiras artísticas.

Esquina San Juan e Boedo (Foto: Patricio Espigares)

Foi, portanto, um dos centros de encontro da cultura e a boêmia portenha durante o início do século passado. Junto com San Telmo, Boedo pode ser considerado um bairro cem por cento tanguero. 

A lenda conta que no bar da já mencionada esquina de San Juan e Boedo, o compositor Homero Manzi escreveu a letra do tango Sur (um dos mais famosos). Hoje em dia, a Esquina Homero Manzi é um visitadíssimo ponto de reunião para todos aqueles que desejam curtir ao vivo um dos numerosos shows de tango de Buenos Aires.

Descubra os melhores lugares para assistir shows de Tango em Buenos Aires.

 Outro lugar destacado e frequentado pelos turistas é o Café Margot, que funciona em Boedo e San Ignacio desde 1993. O seu clássico Sandwich de Pavita (sanduíche de peito de peru) é um dos mais pedidos e foi popularizado nada menos que pelo próprio presidente Juan Domingo Perón, durante uma das suas visitas aos barzinhos do bairro.

O time de futebol San Lorenzo também teve seu nascimento na região, no ano 1908 (na Avenida La Plata), para acabar se trasladando a partir de 1993 ao vizinho bairro de Flores. Onde estava localizado o antigo estádio (apelidado de Gasômetro), atualmente funciona o supermercado Carrefour. Porém, o clube e a sua torcida estão lutando para se estabelecer novamente no prédio original de Boedo.

(Foto: Dan DeLuca)

Casarão típico de Boedo (Foto: Dan DeLuca)

Vale a pena então dar uma caminhada pelas ruas e contemplar assim os antigos casarões de fachadas tradicionais. Ou bem degustar um café em qualquer um dos diversos bares que são tão característicos do lugar, e poder conhecer mais um pouco da cultura e a tradição portenha.

Como chegar? Bem simples: é só questão de pegar o metrô da linha E, que sai da Plaza de Mayo (o ponto inicial é Bolívar) e descer na estação Boedo. Os seis quilômetros que separam Boedo do Obelisco também podem ser atravessados utilizando os ônibus das linhas 7, 23, 75, 115 e 180.